Sexta, 14 de dezembro de 2018
86 988 910 950
Saúde

07/02/2018 ás 11h32

1.092

Fabrício Vieira

Teresina / PI

Diretor do Hospital de Floriano entrega o cargo e denuncia dívida milionária
De acordo com o ex-diretor Ancelmo Jorge, hospital precisaria de orçamento 40% maior para conseguir pagar todos os funcionários e fornecedores.
Diretor do Hospital de Floriano entrega o cargo e denuncia dívida milionária
Ancelmo Jorge deixou a direção do Hospital de Floriano. (Foto: Reprodução/ TV Clube)

O diretor do Hospital Regional Tibério Nunes, da cidade de Floriano, a 247 km de Teresina, entregou o cargo por conta da situação estrutural e financeira do hospital. Ancelmo Jorge denunciou que o orçamento que o hospital recebe não é suficiente para pagar todos os funcionários e fornecedores de material hospitalar. Com a saída de Ancelmo, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) informou que o enfermeiro Edmar Figueiredo irá assumir a direção do HTN.


De acordo com o ex-diretor, o hospital recebe R$ 2,5 milhões por mês. A verba vem do Sistema Único de Saúde e da Sesapi, além de recursos oriundos da Rede de Atenção a Urgência e Emergência (RUE) e do financiamento para Média e Alta Complexidade (MAC). Mas de acordo com Ancelmo Jorge, os recursos não são suficientes. Segundo ele o ideal seria o hospital receber cerca de R$ 3,5 milhões para honrar todos os compromissos.


Atualmente, segundo ele, o hospital opera no vermelho, com um débito que ultrapassa a casa dos R$ 4 milhões. De acordo com o ex-diretor, a dívida se acumula desde 2014. “A dívida de outros gestores, desde 2014, restos a pagar totalizando mais de R$ 7 milhões. Com o esforço da equipe conseguimos reduzir para R$ 4 milhões”, disse Anelmo.


O ex-diretor denuncia ainda a possibilidade de se perderem recursos da Rede de Urgência e Emergência por que o prazo para o cumprimento de algumas exigências do programa irá vencer em menos de um mês.


“Me sinto desprivilegiado com essa informação, por que não recebi nada, e é um dos motivos para eu estar me afastando. Por que tenho 30 dias para resolver uma situação colocada pelo Ministério da Saúde que acho inviável eu conseguir resolver em seis meses”, afirma Ancelmo.


O Hospital Regional Tibério Nunes é o hospital de referência do Sul do Piauí, e atende entre 500 mil a 1 milhão de habitantes em cerca de 90 cidades para serviços como obstetrícia, neurologia e ortopedia. Em 2017, o HTN realizou cerca de 1200 atendimentos em neurologia, 232 deles cirurgias; quase duas mil cirurgias ortopédicas e mais de 1900 partos, entre normal e cesariana.


A Secretaria de Estado de Saúde do Piauí (Sesapi) informou que o enfermeiro Edmar Figueiredo irá assumir a direção do Hospital Regional Tibério Nunes com a saída de Ancelmo Jorge.

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium